Basílica dos Mártires

Esta é a Paróquia mais antiga de Lisboa, criada logo após a conquista da cidade, em 1147. As celebrações em honra de Nossa Senhora dos Mártires realizam-se a 13 de Maio. Alguns séculos mais tarde, em 1551, é mencionado na obra Summario em que brevemente se contem algumas cousas assim ecclesiasticas como seculares que ha na cidade de Lisboa, de Cristovão de Oliveira, que nesta Igreja dos Mártires existia uma Confraria de São Roque, da qual não foi, até ao momento, possível obter mais elementos.

Festividades Em honra de Nossa Senhora dos Mártires: Novena (início a 4 de Outubro), Missa Solene (no Sábado seguinte), na qual farão Juramento de Fidelidade todos os Irmãos eleitos para os órgãos da Irmandade do Santíssimo Sacramento e de Nossa Senhora dos Mártires.
Contactos e Horário
Segunda e Terça: das 09h00 às 17h00
Quarta a Sexta: das 09h00 às 19h00
Outras Informações
Entidade(s) Cultual(ais):
  • Irmandade do Santíssimo Sacramento e de Nossa Senhora dos Mártires da Freguesia dos Mártires 
  • Irmandade de São Miguel e Almas 
  • Irmandade de Santa Cecília 
  • Confraria do Apóstolo Santiago

Direitos de Autor ou de Imagem

http://www.paroquiadosmartires.pt/html/historia/visita_guiada.html

Bibliografia

ALVES, José da Felicidade (apresentação), Lisboa em 1551 – Sumário. Cristovão de Oliveira. Lisboa: Livros Horizonte, 1987

http://www.paroquiadosmartires.pt/html/historia/visita_guiada.html

Localização

Rua Garrett, Lisboa, Portugal

Pontos de Interesse: Sugestões

A Capela de São Roque foi construída no ano de 1623, tendo sido reedificada em 1834, por intervenção da Irmandade de Nossa Senhora da Agonia, porque o templo se encontrava em ruína.

Rua Dona Amélia de Morais, 4900-362 , Monserrate, Viana do Castelo, Portugal

A Capela de São Roque localiza-se num dos extremos da antiga da povoação. No altar- mor está colocada a imagem de São Roque e num altar lateral a imagem de Nossa Senhora das Candeias.

Rua de S. Roque, 3460 Tondela, Mouraz, Portugal

A ermida de São Roque foi mandada edificada por Mem Daver, no final do século XV ou inícios de XVI, nas suas propriedades denominadas do Faial.

Herdade do Faial, Alvalade, 7565-109 Alvalade, Santiago Cacém, Portugal