Confraria de São Roque do Regimento de Infantaria nº 14

O Regimento de Faro, mais tarde denominado Regimento de Infantaria n.º 14 teve uma Confraria sob a invocação de São Roque, com Compromisso aprovado, embora actualmente se desconheça o seu paradeiro.

Na Confraria assentavam-se por Irmãos todos os soldados e oficiais inferiores escusos do Real Serviço” que, em 1762, pediram à Rainha D. Maria I, que lhes fosse restituído toda a verba que tinham descontado para fins de funeral. Sabe-se que, a confraria tinha uma imagem de São Roque, já que a 4 de Novembro de 1779, num ofício emanado do Palácio de Nossa Senhora da Ajuda, assinado por Ayres de Sá e Mello e dirigido ao Armador Mor.

Bibliografia

LIMA, Henrique Campos, Padroeiros dos Regimentos, Confrarias e Irmandades Militares. Porto: Maranus, 1937

Ministério da Defesa Nacional /Arquivo Histórico Militar: PT/AHM/DIV/3/29/11 Regimento de Infantaria n.º 14. São Roque

Ministério da Defesa Nacional /Arquivo Histórico Militar: 3.º divisão, 43 secção, n.º 25, cx 64, 1818

 Ministério da Defesa Nacional /Arquivo Histórico Militar: 3.º divisão, 43 secção,n.1, cx 65, 1832

Ministério da Defesa Nacional /Arquivo Histórico Militar: 3.º divisão, 43 secção n. 50, cx 65, 1914

Localização

Faro, Portugal

Pontos de Interesse: Sugestões

Em 1976, a igreja foi restaurada e actualmente apresenta a fachada e torres sineira com revestimento azulejar de padronagem azul e branco.

Largo da Igreja, 3720 São Roque, Oliveira de Azeméis , Portugal

A Igreja Matriz tem planta longitudinal e a fachada ladeada por uma torre sineira. 

Rua de São Roque, 6215-165 Cortes do M, Covilhã, Portugal

A Igreja de Santo António do Estoril, ou Igreja Matriz do Estoril, foi construída pela Ordem de São Francisco, no lugar onde se erguia em 1527 uma antiga Ermida em madeira dedicada a São...

Av. Marginal, Estoril, Portugal