Capela de São Roque (Vimioso, Carção)

Categoria: Capelas

A capela de São Roque ergue-se a 711 metros de altitude, com fachada orientada para a povoação e a sua existência é confirmada em 1751, pelo P. Luiz Cardoso que refere que “Ha dentro deste Lugar as Ermidas de S. Roque...” (in Diccionario Geografico, Tomo II, Lisboa, 1751).  No interior do templo, destaca-se o altar com seu retábulo de talha policromada, ao centro do qual está colocada a imagem de São Roque.

Todos os anos, a comunidade realiza as cerimónias em honra do seu orago, convergindo particularmente para o momento da procissão na qual são transportadas as imagens de São Roque e de Nossa Senhora do Rosário, num percurso que sai da igreja matriz e vai até à capela de São Roque, que é abraçada por um cordão humano cumprindo as três voltas em redor do templo. Finda a procissão, segue-se a missa campal, que termina com a bênção dos animais. 

Festividades São Roque: 14 e 16 de Agosto, Festa dos Solteiros
Contactos e Horário
Junta de Freguesia de Carção
Rua São Roque 1
5230-131 Carção
Tel.: 273 511 265
Fax: 273 511 265

Comissão de Festas do São Roque (Rapazes Solteiros)

Direitos de Autor ou de Imagem

© SIPA in: www.monumentos.pt

Bibliografia

Cardoso, P. Luiz, Diccionario Geografico, Tomo II, Lisboa, 1751).

Talha Dourada na povoação de Carção: os retábulos entre o último quartel do século XVII até metade do século XIX, pp. 29- 40.  

http://almocreve.blogs.sapo.pt/2007/03/

http://almocreve.blogs.sapo.pt/2008/09/

Localização

Vimioso, Carção, Portugal

Pontos de Interesse: Sugestões

Em 1522, Bucelas pertencia ao 3º Bairro de Lisboa, sendo, então, Vila de Rei a povoação principal.

Rua General Humberto Delgado (N116), Bucelas, Vila do Rei, Portugal

A primitiva Ermida de S. Roque terá sido edificada no século XVI, pela referência que se encontra numa carta datada de 30 de Julho de 1568, e na qual se fala da côngrua do vigário Pêro Cão.

Rua das Maricas, Rosto do Cão (São Ro, Ponta Delgada

A ermida de São Roque foi mandada edificada por Mem Daver, no final do século XV ou inícios de XVI, nas suas propriedades denominadas do Faial.

Herdade do Faial, Alvalade, 7565-109 Alvalade, Santiago Cacém, Portugal