Capela de São Roque (Guimarães)

Categoria: Capelas

A construção da Capela de São Roque foi impulsionada pelo médico Jorge do Valle Vieira, guarda-mor da Casa de Saúde, que na sequência do surto de peste que afectou a vila de Guimarães, em 1599, mandou edificar o templo e deixou em testamento que celebrassem em “cada ano e para sempre sete missas, por sua alma e por todos aqueles que faleceram do mal da peste”.

No Museu Alberto de Sampaio podem ser vistos alguns objectos que pertenceram à Capela de São Roque, nomeadamente: o retábulo seiscentista, a escultura de São Roque e dois anjos candelários.

 

Outros Locais de Interesse

Em Guimarães existiram cerca de dez albergarias que recebiam peregrinos, entre elas: a de São Roque ou dos Peregrinos, a de S. Vicente (Confraria dos Alfaiates), a do Goardal, a de Nossa Senhora do Serviço, em comum tinham a assistência aos peregrinos e pobres, proporcionando hospedagem e alimento. 

Direitos de Autor ou de Imagem Helena Gonçalves Pinto

Localização

Rua 25 de Abril, Guimarães, Portugal

Pontos de Interesse: Sugestões

Passos de Via-Sacra: apresentam estrutura e decoração idênticas e encontram-se encaixados em muros, sendo atribuídos ao Mestre Domingos Moreira.

Rua do Lidador, Vila do Conde, Portugal

A reconstrução do Real Arsenal nos terrenos da Ribeira das Naus após o Terramoto de 1755, permitiu aos homens com profissão de Carpinteiros de Machado obterem, no ano seguinte, um Alvará régio...

Arsenal da Marinha, Avenida da Ribeira Naus e Rua da Alfândega, São Nicolau, Lisboa, Portugal

A Confraria da Corte foi instituída muito provavelmente no século XVI, na Capela Real, a atestar pela Provisões Régias datadas a partir dos anos de 1533. 

Terreiro do Paço, Lisboa, Portugal