Capela de São Roque (Cerqueiral)

Categoria: Capelas

A Capela de São Roque foi construída no século XVII, no largo denominado Souto de São Roque, no limite dum recinto junto ao muro da Quinta dos Curvos. A sua edificação foi promovida por Manuel Belo e sua mulher D. Ana Ribeiro que fizeram um voto para pedir proteção da peste que grassavam em Portugal.

Entre 1898 e 1904, ocorreu uma contenda, pela sua posse, entre o Comendador Domingos Gonçalves de Sá, na altura proprietário da referida Quinta dos Curvos, e um conjunto de moradores liderados por António Ribeiro Lima, um proprietário local, mas sem que se verificasse a transferência da posse.

O templo é relativamente amplo, formado pela capela-mor e pelo corpo central e a fachada anuncia alguns elementos do barroco.

No lado do Evangelho, um púlpito tem na base de pedra, a inscrição da sua construção no “ANNO DE 1760", e no lado da Epístola e pia de água benta, junto à porta. A capela foi profundamente remodelada no ano de 1871.

Festividades São Roque: festa anual realiza-se no 16 de Agosto.
Romaria: primeiro domingo de Agosto (habitualmente).
Contactos e Horário

Comissão Fabriqueira

Direitos de Autor ou de Imagem

José da Costa | Câmara Municipal de Esposende

Bibliografia

MOREIRA, Justino, “História do Souto de S. Roque de Forjães”, in Boletim Cultural de Esposende, vol. 3, Esposende, 1983.

ALMEIDA, Carlos Alberto Brochado de, Forjäes e as suas origens, Esposende

Localização

Calçada de São Roque, 533, 4740-452 Esposende, Esposende, Forjães, Cerqueiral, Portugal

Pontos de Interesse: Sugestões

A capela terá sido construída pelo pároco de Gemunde, Braz Roiz, no fim do século XVI sob a invocação de São Roque.

Rua Eng. Frederico Ulrich, 4475 Maia, Gemunde, Lugar da Anta, Portugal

A Capela de São Roque está integrada na Quinta de São Roque - Távora Correia.

Quinta de S. Roque, Coudelaria Távora Correia, Lugar de Moreno, Portugal

Painel de Azulejos sito no Palácio da Rocha do Conde d’Óbidos.

Travessa do Olival a Santos, Lisboa, Portugal